quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Primeiro de Janeiro: o mundo é duiliesco


Querido diário:

Há tempos referi que, um dia, andando de táxi em Roma, comecei a trovar com o motorista, falei ser brasileiro e italiano e ele indagou meu nome. Ao falar "Duilio", e, por passarmos  por um monumento ou o que seja dos cinco grandes imperadores, ele disse: mas não há nenhum imperador com este nome.

Hoje psicologicamente declaro-me com 68 anos de idade, o que é inverdade, pois completá-los-ei apenas no oito de julho. A long way to go. Por falar em a long way to go, que tal irmos longe a bordo do navio Duilio? Ou apenas montá-lo em casa?

Segue-se logicamente que desejo a todas/os um feliz ano novo. E quanto a perdoar os inimigos? Uma boa estratégia é perdoá-los hoje e depois esquecer deles, inclusive o perdão...

DdAB

Nenhum comentário: