segunda-feira, 21 de outubro de 2013

A Função de Produção de Leontief Aplicada

Querido diário:
Como sabemos, a função de produção de Leontief é um instrumento de apoio teórico ao modelo de insumo-produto. Parece até que já andei lendo que não foi Leontief o primeiro a lançar mão dela, mas certamente ele é o primeiro que a colocou na matriz de insumo-produto. Para quaisquer dois insumos, digamos que na função de produção do produto x, temos:

x = f(K, L)
ou
x = min(K/k, L/l)

onde K e L são os insumos de capital e trabalho e k e l são os coeficientes fixos. Se k = l = 1, ocorre o seguinte, com o que normalizaríamos as unidades de medida do capital e do trabalho:

x = min(K, L)

Se por exemplo K = 5 e L = 7, o nível mínimo de produção será de 5 unidades. Se K = 5 e L = 25, idem. Se K = 5 e L = 4, a produção será de 4 unidades. E assim por diante.

E que aconteceu na página 4 do jornalzinho Apufsc Sindical deste mês de outubro? Denuncia-se que o Hospital Universitário da UFSC tem 90 leitos fechados, digamos, K e por quê? Pois L é muito baixo. O neoliberalismo ou o que seja não quer renovar os quadros do hospital, pois parece que é proibido pensar em cobrar imposto de renda para resolver os problemas de alocação do gasto público de caráter redistributivo, no Brasil. Aqui Leontief morreria de ódio, embora ficasse satisfeito por ver seu aparato teórico permitir-nos perceber que há muita pouca vergonha na sociedade brasileira contemporânea. Ou tu acha que ele ia dar moleza para esta sociedade escalafobética?

DdAB
Imagem: aqui.

Nenhum comentário: