sábado, 22 de dezembro de 2012

Democracia, Direito das Minorias e a Festa da Firma

Querido diário:
Nas festas de natal, em especial na da firma da gente, ocorre um fenômeno democrático interessante. Depois de metermos as cangebrinas tradicionais durante o expediente, saímos todos para jantar. Ao chegarmos ao ponto do ônibus, fez-se uma votação: o que queremos jantar, pizza ou churrasco. Venceu pizza 19 x 7 churras (éramos 26 pessoas, iríamos lotar um ônibus de carreira!). A minoria não se declarou minoria e, mais ainda, preferiu acompanhar a maioria vegetariana, comendo lá sua pizza de linguicinha calabreza.

E se aquela metidinha do xerox não quisesse de jeito e maneira ir à pizzaria? Acho que seria bem sensato irmos todos à churrascaria (afinal, há buffets de salada em todos os cantos) e chamarmo-la de ditadora benigna muito bonitinha. Tachá-la-íamos de antidemocrática, e -pelo sim, pelo não- o governo taxou-nos pelo exagerado consumo de álcool etílico. E nós falamos mal dele, dos governantes, da ladroagem que assola todos os cantos da vida econômica nacional. E o rapaz da expedição avisou que, por ele, colocaríamos, já em 2013, grupos de observadores em qualquer repartição pública de interesse popular. E o rapaz dos investimentos estrangeiros plagiou minha ideia e queria fechar -naquela hora mesmo- todos os estados. Fiquei com medo que tudo virasse pizza e empinei mais um chopp.

DdAB
Imagem: daqui.

Nenhum comentário: