quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Três gringos: Maria do Rosário, Adriana Franciosi e myself


Querido diário:

Li em um mural do Facebook uma diatribe (dizem que são centenas) contra a deputada Maria do Rosário por ter sido assaltada ontem em Porto Alegre. E vi o maior contraveneno possível na postagem de Adriana Franciosi no mesmo local:

Uma pequena informação para quem está vibrando com o fato da deputada Maria do Rosário ter sido assaltada e seu carro levado. Acho que todos sabem que Rosário defende os direitos humanos, e que no Brasil para alguns direitos humanos é defender bandido. Bom mas aí vamos dar uma olhadinha nos projetos que a deputada aprovou no congresso e vê aí se você acha que ela merece essa perseguição?
-Aumentou a pena para crimes de lesão corporal e homicídio contra policiais.
-Também tornou crime hediondo o assassinato de mulheres motivado por questão de gênero.
-Garantiu escuta protegida para crianças vítimas ou testemunhas de violência
-Ainda presidiu CPI que investiga as redes de exploração da prostituição infantil no Brasil.
E o que mais impressiona é o fato de alguns grupos no Brasil acreditarem que deixando os presídios assim como depósito de gente é uma forma de vingança. Pois o resultado desse tipo de presídio a Bangu é controle da bandidagem via grupos que comandam de dentro das cadeias o crime. É sujeito que entra por pequenos delitos e sai PHd em crimes maiores. Ou seja, defender presídios mais descentes e com mais segurança não é defender a bandidagem, mas sim a própria sociedade. A perseguição a Maria do Rosário que foi Ministra dos Direitos Humanos faz parte dessa coisa jeca e mentirosa de Jair Bolsonaro, que aliás fala, fala em segurança mas não aprovou um mísero projeto enquanto deputado. Aliás a deputada ganhou na justiça a ação que moveu contra Bolsonaro por este lhe dizer que ela por ser feia não merecia ser estuprada. O nível de Bolsonaro é uma cloaca fétida sem fim. Vc pode até não gostar de Maria do Rosário e seu partido, mas respeitem a mulher que defende crianças de abusos,que defende mulheres vítimas de violência, que defende até policiais com projetos que de fato punem quem comete crime contra os mesmos. Tem gente que faz, outros é só blábláblá para pessoas raivosas e que pouco desejam transformar o Brasil.


Pois então. Cheguei a ver um comentário de um indivíduo que fala no roubo de um "luxuoso carro importado", quando acabara de ler no jornal Zero Hora tratar-se de um C3-Citröen.
DdAB

Nenhum comentário: