terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Reflexividade do Impeachment


Querido diário:

Reflexividade do Impeachment:

.a. conceito: uma relação reflexiva ocorre quando um elemento de um conjunto é igual a si mesmo, por exemplo, a relação de igualdade a = a.
.b. um contra-exemplo é observado na desigualdade: se 7>5, então 5 não é maior que 7.
.c. então "Sou contra o impeachment" é reflexivo, pois corresponde perfeitamente a "Sou contra o impeachment de Dilma".
.d. o problema com os que desejam o impeachment é que "Sou pelo impeachment" não espelha "impeachman". Esta última expressão, como sabemos, se decompõe em "in + peach + man", traduzindo, "não aos homens pêssego".
.e. isto implica logicamente que essa turma do "não aos homens-pêssego" é -necessariamente- "sim aos homens-quiabo", "sim aos homens-chuva-na-praia", "sim aos homens-com-chulé", e assim por diante.
.f. conclusão: "Sou contra o impeachment" está logicamente correto.
.g. (corolário: isto não implica que eu não possa ser contra o governo...).

DdAB
Postagem refletida do Facebook. Imagem daqui.
P.S. muito preocupado com o impeachment que agora dizem avizinhar-se, andei lendo as postagens que falam no tema. E li o corolário da letra 'g' e acrescentei um 'não', quer dizer, sou contra o impeachment e contra o governo. Aliás agora é mais fácil ser contra o governo, em se tratando daquele governo interino de meireles e temer, fora o aécio e já foi ou está indo o cunha.

Nenhum comentário: