domingo, 1 de novembro de 2015

Outubro Rosa...


Querido diário:
Todos sabem que me declaro especialista em "introdução à filosofia", não é mesmo? Tudo começou quando passei a declarar-me especialista no ensino de "introdução à economia", ou melhor, a partir daí é que comecei a ler coisas... E veio, por indicação de Carlos Henrique Horn, o livro "Dialética para Principiantes", de Carlos Roberto Cirne-Lima, que -para entender algo- já li umas cinco ou seis vezes.

Em compensação, hoje no café da manhã, fiz duas citações sobre a vida (e obra) de Arthur Schopenhauer. Queria dizer apenas a segunda, mas saí-me com a frase do filósofo alemão e que já foi atribuída a Johnny Halliday:

.a. as mulheres são animais de cabelos longos e ideias curtas (falei nisto em preparação do espírito dos ouvintes para a segunda bizarrice) e

.b. contam que ele, ao almoçar regularmente em um restaurante que não tinha lugares marcados, mesmo as mesas eram ocupadas coletivamente, pagava dois almoços -regularmente- de sorte a impedir que outro comensal sentasse a sua frente e puxasse conversa.

DdAB
Postagem espelhada do Facebook. A imagem é óbvia: o disco de Johnny Hallyday.
P.S. intessante é que vemos o mr. Halliday portando o que, na época, se consideravam cabelos longos. Procurei agora na internet e os mais longos que vi foram os da seguinte imagem:
Parece que longos o suficiente...

2 comentários:

Anônimo disse...

Noir c'est noir..haha..curtíssimas!

... DdAB - Duilio de Avila Bêrni, ... disse...

Aí, anônimo:
Seria o Johnny comemorando a op art, em moda naqueles tempos? Ou, mais moderno, sem negociação, branco é branco e preto é preto, aquele lé com lé e cré com cré?
DdAB