terça-feira, 6 de setembro de 2011

Pressões Econômicas

querido blog:
tempos atrás, eu morava aqui mesmo, ou melhor, ali mesmo, em Oxford e, por razões patrióticas, ou o que seja, decidi visitar o Brazil. em Oxford, um dia, peguei uma constituição da república, a primeira, a promulgada imediatamente após a primeira constituinte, e vi o nome do negócio: Estados Unidos do Brazil. já postei a respeito? Getúlio Vargas mudou para Estados Unidos do Brasil, os primeiros humoristas críticos da ditadura militar de 1964 falaram em Brasil dos Estados Unidos e a milicada mudou o troço para República Federativa do Brasil.

pois bem, voltando do Brasil a este reino, anunciei suavemente não ter entendido nada do negócio durante umas boas duas ou três semanas. então Alexandre Barros disse que isto não surpreenderia, uma vez que qualquer um que passa um mês ausente do Brasil deixará de testemunhar tanta mudança que, ao chegar à pátria gentil, voltará ao estado de absoluta ignorância.

hoje filosofo sobre isto, pois fiquei pensando em quais seriam as pressões econômicas que levaram o governo a reduzir a taxa de juros. no outro dia, vi alguém dizendo que juros altos racionam os bens de capital. portanto juros altos levam à adoção de processos intensivos em trabalho. hoje ocorreu-me esta questão, ao ver o permanente entusiasmo daqueles que endeusam a redução dos juros como sendo a panaceia e a higieia e mais algumas deusas celtas das mazelas nacionais. eu sempre disse que juro é preço como qualquer preço: pressão econômica no máximo, como a da imagem à direita, é fogo!
DdAB
não sei se entendi mal, mas esta imagem terá algo a ver com o "return on investiment" de que falamos o governo, eu e milhares de outros que comentaram os juros?

2 comentários:

Tania Giesta disse...

"...hoje filosofo sobre isto, pois fiquei pensando em quais seriam as pressões econômicas que levaram o governo a reduzir a taxa de juros Duilio: fiquei preocupada..será que como cidadã consciente estou treinando direitinho?
RISOS
abraço






não sei se entendi mal, mas esta imagem terá algo a ver com o "return on investiment" de que falamos o governo, eu e milhares de outros que comentaram os juros?

Tania Giesta disse...

...hoje filosofo: pressões economicas são sempre um movimento interno e começa de dentro para fora...é essencial muito treino para colocá-las em pratica e obter sucesso!