sexta-feira, 5 de maio de 2017

200 - 1 :: Duduzinho, Marx e Engels


Querido diário:

05.05.1818. Como não gravar esta data? Hoje são 199 anos do nascimento de Karl Henrich Marx, que vemos na foto de Berlim, sentadito no más, ao lado de seu fiel amigo Friedrich Engels. Numerologicamente, o zero cinco zero cinco não teria calado em minha memória, não fosse o dezoito dezoito. Em 1838, Marx fez 20 anos e foi o momento em que Augustin Cournot publicou seu livro hoje saudado como o homem que antecipou o conceito de equilíbrio de Nash. Nos meus tempos imemoriais de professor de microeconomia prévios a meus estudos da teoria dos jogos, eu amava lecionar seu modelo (ajustes pelas quantidades) e comparar com o de Joseph Bertrand, com o artigo escrito em 1883 (ajuste nos preços). Pimba, o ano da morte de Marx. Então enfileirei essas datas: 1818, 1838 e 1883. Com isso fiquei com o 05.05.1818. 199 anos, uma data.

Prevejo que no ano que vem, e talvez começando hoje mesmo, haverá pilhas de homenagens por parte de um bom número de intelectuais, incluindo os acadêmicos. Marx nunca foi unanimidade, mas tem seu fã clube muito bem estabelecido. Eu sou seu admirador e nem consigo avaliar o montante da contribuição que ele deu para a humanidade e, em especial, para as ciências sociais.

Vendo tudo isso criticamente, inclusive meu estar-no-mundo há quase 70 anos e os mais de 50 de minha simpatia com o marxismo e meus menos de 30 de desilusão com o "comunismo soviético", declaro-me um igualitarista social-democrata, divergindo dele ao renegar a revolução como instrumento de levar os menos aquinhoados a alcançar o poder.

DdAB

Nenhum comentário: