quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Sobre impeachments e penas de morte

ForaTemer
Querido diário:
Primeiramente, Fora Temer!
Até hoje estou estupefato não apenas com o nível da política brasileira, mas também com as falcatruas generalizadas até no ambiente judiciário. Mas quero referir apenas duas.
A primeira é a cara de pau da senadora Ana Amélia Lemos (RBS/RGS) que disse considerar que a presença de Dilma Rousseff naquela sessão do senado federal era prova de democracia. A isso arguí ontem que é a mesma democracia que elegeu Castelo, Costa, Médici, Geisel e Figueiredo.
E a segunda é judiciária: aquele ministro do supremo (R$ 40 mil + extras) que foi entrevistado por uma cliente de um shopping center no Rio de Janeiro, ela gravando com um telefoninho celular. Ele disse: "o impeachment está previsto na constituição". E muita gente de Q.I. estranho saiu alardeando que Dilma deveria ser impedida.
E agora eu complemento, em desprezo à foto que estampo em seguida, verdadeiro atentado aos sensos democráticos da turma. Impeachment e pena de morte estão previstos na constituição. E nem por isto devem ser usados, a não ser que haja pré-requisitos. No primeiro caso, crime do/a presidente/a da república e, no segundo, guerra.
DdAB
p.s. nada combina mais adequadamente com a imagem que coloquei ontem. E esta foto veio do site do jornal -destemido quando se trata de recomendar opressão aos menos aquinhoados- O Estado de São Paulo. Aquele "Fora"..."Temer" é de minha autoria, claro.

Nenhum comentário: