sábado, 18 de junho de 2016

Política e Educação: há um link no meio do caminho


Querido diário:

Estou revigorando meu poder de crítica ao projeto de esquerda que vimos naufragar. Digo 'vimos', pois -de minha parte- nada fiz para salvá-lo, além de escrever, escrever, escrever. Cheguei a participar, há priscas eras, de um "grupo de economistas do PT" em Porto Alegre - para petistas e ampliações (meu caso). Mas daquele grupo, poucos foram os guindados a ter opiniões ouvidas, sendo o próprio grupo dissolvido.

Hoje acho que o que um governo de esquerda deve fazer no Brasil é parar tudo e começar a gastar em educação: uma cruzada nacional contra a ignorância, como aquelas em casos de catástrofes nacionais. É uma catástrofe, na realidade, termos uma população tão rala em capital humano. E precisamos elevar suas qualificações se é que desejamos decência.

DdAB
P.S. Tenho começado a substituir a ideia de que a panaceia brasileira é a educação por algo mais realístico e básico, o saneamento básico. Como é que poderíamos ter escolas, como temos milhões de moradias, sem esgoto?
P.S.S. Fontes de quem não desconfio juraram-me ter visto dando entrada no Governo Temer um abaixo assinado dos mosquitos aedes Egypti contra a transformação dos "aterros sanitários" em geradores de energia elétrica. Ou seja, pela manutenção das prioridades orçamentárias para fins alheios tanto à educação quanto ao saneamento básico.

Nenhum comentário: