sexta-feira, 25 de março de 2016

Pedro Correa, Augusto Nardes, Mesadas e Lugares Comuns.


Querido diário:

Devemos lembrar que o ministro do tribunal de contas da união, senhor Augusto Nardes, assinou um parecer rejeitando as contas do governo Dilma de 2014. Diz ele ter havido absoluto consenso entre os técnicos do referido tribunal sobre ilegalidades irremovíveis. Antigamente, as contas eram aprovadas 'com ressalvas'. Esse parecer, que deu o que falar por muita gente que o aceitou como verdade absoluta, inclinando-se a decretar o impeachment da presidenta Dilma, teve uma acolhida cética da parte do deputado que examinou-o na câmara dos deputados. Nunca mais ouvi falar sobre o parecer do deputado que desejava aprovar as contas de 2014 'com ressalvas'.

O noticiário a que tenho acesso está tão contaminado pela campanha do impeachment que já nem consigo seguir o dia-a-dia de vários temas. O viés pelo impeachment deixa-me louco, pois uma coisa é ser contra o governo e outra bem diferente é usar pretextos pueris para encerrar o que chamam de "governo do PT".

Em compensação, Pedro Correa é ex-deputado que acaba de fazer delação premiada. Por alguma razão, o insuspeito (de ser enviesado) jornal Folha de São Paulo revelou que lá na delação premiada dele há uma denúncia contra o ex-deputado e atual ministro do tribunal etc. etc., Augusto Nardes. Pedro e Augusto são ou foram sócios do PP, partido exemplar. E Augusto teria recebido uma mesada, mesada, meu, o mesmo que eu recebia com intermietência de papai e mamãe até tipo meus 20 anos de idade, um pouco antes, to be true.

Boto minha mão no fogo pelo ministro. O fato de que ele tem-se manifestado contra o governo, contra a presidenta, contra tudo o que há de progressista, exceto o nome de sua agremiação, nada tem a ver com essas suspeitas de recebimento de mesadas. Tê-la-á recebido? "Teria recebido", disse ZH e talvez a própria FSP. O lugar comum que me assola é o do "durma-se com um barulho destes."

DdAB

Nenhum comentário: