sexta-feira, 31 de julho de 2015

Sou Inocente: mais clamores?


Querido diário:

Não podemos esquecer o caso do deputado Otávio Germano que festejou como proclamação de sua inocência a determinação judicial para arquivar o processo que o acusava de levar bijuja no escândalo do Detran. E agora temos novamente aquela encrenca do deputado Eduardo Cunha: uma vez que o nome dele foi citado sem autorização judicial, ele se declara inocente de ter recebido bijuja dos delatores da Petrobrás, bem como declarou ser calúnia ter passado minguados R$ 125 mil a uma igreja de Madureira, bem perto de Osvaldo Cruz, como diz a canção e a geografia urbana carioca.

DdAB
Imagem aqui. Pelo que pude avaliar pela foto, a igreja não é precária.

Nenhum comentário: