quinta-feira, 16 de abril de 2015

Quem é Neoliberal?


Querido diário:

Já andei prometendo para minhas/meus leitores uma definição do que é ser de esquerda. A tarefa tem-sem mostrado mais fácil de anunciar que de implementar. Hoje decidi percorrer um caminho mais simples, certa negação. Agora quero dizer o que e quem é um neoliberal. Olhei na Wikipedia (aqui), deletei pilhas de coisas e fiquei com o seguinte, que retenho em inglês, para não dar na vista...

Fiscal policy : neoliberal é contra uma política fiscal ativa. Eu acho, keynesianamente, que quem manda é a demanda, portanto devemos sempre manter um olho na inflação e outro no movimento cíclico do PIB e mesmo do emprego.

Redirection of public spending from subsidies : até aí estou com eles, pois em geral subsídios implicam corrupção.

Tax reform : tão impactado fiquei com esta reforma tributária que decidi mantê-la: "broadening the tax base and adopting moderate marginal tax rates to encourage innovation and efficiency". Parecem comunistas. Estou com eles. Digo mais: trocar os impostos indiretos (exceto sobre bens de demérito) pelos diretos.

Interest rates e Floating exchange rates : temos que achar um aladim que consiga compatibilizar estas duas "taxas".

Trade liberalization : temos que ir fazendo tratados bilaterais contemplando o livre comércio. Isto exclui por algumas décadas a China. Ou, ao contrário, será apenas quando alguém de respeito falar seriamente com eles que eles acabarão com o dumping social.

Liberalization of the "capital account" : aqui também acho que eles -neoliberais- me odiariam, pois eu penso que esta "liberalization" não pode ser silly e sim clever. Juros e câmbio, além de um impostinho sobre transferências unilaterais, devem ser considerados. Mas sempre lembrando que recomendo a adoção de uma consultoria de uma empresa júnior de alguma universidade norueguesa, algo assim. No Brasil, tem muito ladrão querendo dar palpite sobre tudo.

Privatization of state enterprises : de acordo com o esquema de criação de um fundo nacional de desenvolvimento, dando-se uma cota a cada brasileiro, podendo ser alugada, mas não vendida.

Deregulation : deixo também o que eles disseram: abolition of regulations that impede market entry or restrict competition, except for those justified on safety, environmental and consumer protection grounds, and prudent oversight of financial institutions. E eu? sempre achei que a função do governo é provisão e não produção. E se é para produzir algo, teria que ser informação e fiscalização.

Legal security for property rights : sempre pensei que a propriedade privada deve ser respeita, desde o volume que ocupo dentro do planeta até outras coisas, por exemplo, escovas de dentes para meninos de rua: cada um deve ter a sua.

DdAB
A imagem é daqui. E não sei, não garanto, se a raposa é de direita ou de esquerda. O que sei é que o Brasil nunca, nunca de núncaras, teve gente honesta cuidando dos interesses públicos.

Nenhum comentário: