domingo, 29 de março de 2015

O Governo e o Consumidor


Querido diário:

Sabe quem é José Galló? Nas páginas 8 a dez desta Zero Hora deste domingo, há uma baita entrevista com ele. Trata-se do presidente das Lojas Renner, com toda sua ascendência, ele (familiar) e ela (comercial). E não quero estender-me, não li a entrevista com exação. O que me traz a falar sobre o governo e o consumidor é a chamada de capa para a longa entrevista cedida ao jornalista Caio Cigana. Diz a capa: "Governo precisa reconquistar a confiança do consumidor".

Pensei: tá faltando leitura de teoria da escolha pública. Tá faltando a leitura de Jean Jacques Rousseau, ao esclarecer a diferença entre indivíduo e cidadão. Não há como aceitar que o governo se relaciona com "consumidores", por contraste ao envolvimento com cidadãos. É o fetiche, fetiche do mercado, fetiche do governo, fetiche da vida social.

DdAB
A imagem veio daqui. Procurrei no Google Images apenas "fetiche" e claro que vieram centenas de fotos relacionadas aos 50 tons de cinza, que parece tratar-se do sr. Gray. Com "fetiche da mercadoria", veio a turma do Marx.

Nenhum comentário: