quarta-feira, 11 de março de 2015

A Social-Democracia na Corrupção


Querido diário:

Os jornais falados e escritos de ontem e hoje falam e escrevem, festivamente, nos vetos presidenciais e nas insistências parlamentares na correção da tabela do imposto de renda, para dar vezo à inflação. Ou melhor, o vezo é da inflação e a correção da tabela pode ajudar a raiz quadrada...

O governo queria uma correção na tabela no valor de 4,5%, ou seja, pilhas de pontos percentuais aquém do verdadeiro índice de preços. O congresso não queria. Fizeram acordos de sorte que quem ganha mais de R$ 2 mil é que começa a cair nas tabelas de desconto do imposto na fonte ou isenções. Pois bem: isto é o dobro da renda per capita do país. Lado bom. O lado mau é que apenas o auxílio moradia dos juízes de R$ mil é quatro vezes a renda per capita. Então que ganhamos? Os juízes terão esses 4,5% e o sr. José Little People terá a correção de 6,5%.

Um estrondoso movimento de justiça distributiva, como diz Vinicius, reparou como é que ando sutil demais?

DdAB
A imagem é do dormitório Múcio Teixeira, esquina com a Av. Ganzo, tudo no progressista bairro do Menino Deus, em Porto Alegre. Lá no fundo, há um casal que poderia -otherwise- ser o violonista principal e a técnica em manutenção de teclados da Orquestra Municipal. Mas eles estão mesmo é condenados à morte prematura.

Nenhum comentário: