domingo, 24 de março de 2013

Problemas no Encino da Matemática

Querido diário:
Parece óbvio que aquele probleminha dos "nóis pega os peiche" é mesmo para demarcar aquilo que alguns chamam de "português brasileiro", uma língua que cada um fala como quer e não existe o que os antigos chamavam de língua culta. No caso, apenas os melhores estabelecimentos de encino é que autorizariam seus pimpolhos a escreverem do jeito que bem entendem.

O mesmo, bem prevemos, vai acontecer com o encino da matemática: quando a negadinha começar a escrever que 2 + 2 = 5, alguns não entenderão os símbolos 2, +, = e 5. Mas os que os entenderem vão dizer que não há qualquer problema, pois cada um fala como quer. "Eu encino" rima com "eu encilho", ou seja, coisas de burro.

DdAB
Pois não é que, ao procurar 'ensino', só que com 'c', veio-me esta cidade texana (daqui)! Pois bem, meu Aurelião não se mexe com 'encino'. Mas o Google Dictionary disse que é carvalho. Pode? Para a posteridade, carvalhos. Para buros, grama!

Nenhum comentário: