sábado, 9 de fevereiro de 2013

Se Mentes Uniformemente

Querido diário:
Pudesse eu, daria esta mensagem ao governador Tarso Genro, lá do longínquo e subdesenvolvido Rio Grande do Sul, ao norte do Uruguay. Talvez não seja o caso de mentira, mentira deslavada, escabelada. Mas há algo de errado com o discurso e as possibilidades práticas que foram abertas ao velho santa-mariense. A questão está no uniforme. Aqui em Dublim, tenho visto estudantes de todas as idades deslocando-se nas vias públicas e nos ônibus vestindo uniformes. Belos uniformes, cores quase sempre padrões, com os famosos xadrezinhos britânicos. Tudo muito igual à Inglaterra, de meus olhos.

E daí? Uniformes? Claro, o que me permite confrontar as ideias do master Tarso com o que faz como governador. E indagar-me qual é a contribuição que seu governo deu/está dando/dará para a montagem de um sistema educacional verdadeiramente decente. Parece que pouca ou nenhuma. Parece que não é por falta de informação que o Brasil não vai para frente.

No outro dia, atrevi-me a dizer (em off the record) que não há saída para o Brasil, a não ser a elevação do gasto em bens públicos e bens de mérito, todos financiados pelo aumento da arredacação do imposto de renda. Não me leve a mal, hoje é carnaval.

DdAB
Imagem: aqui. Será que a profa. Tânia Giesta considera que o uniforme é fundamental para o aprendizado?

Nenhum comentário: