segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Lado Alegre da Desigualdade

Querido diário:
Sigo impressionado com a vida comunitária do jeito que um turista a vê aqui em Dublim. Sem muita pesquisa, caí por aqui, que dá um Gini de 0,36 em 1987, reduzindo-se para 0,34 em 2010. Peço o mesmo ao Google sobre o Brasil: "Brazil, Gini, index". Aqui, vemos que, entre 2008 e 2009, seu valor passou de 0,551 para 0,547. Com Efeito Excel, ficamos em 0,55 todo o biênio.

Vivendo 30 anos de estagnação, ou melhor, crescimento rastejante, o Brasil não pode ser declarado um sucesso nem do liberalismo (que diabos de empresários afinal viveriam lá no trópico que não conseguem elevar a produtividade nem de um vaso de avencas?) nem do desenvolvimentismo (que diabos de governantes não conseguem conter os instintos agatunados?). Seria sucesso de quê, então? Parece que da democracia e da relativa liberdade (se é que isto existe).

Mas isto não é pouco. Além disto, existe outra maravilhosa benção espraiando-se pelos quase 10 mil km de praias tropicais e temperadas, hehehe.

Com efeito, uma benção maravilhosa mostra horizontes luzidios para o crescimento, caso o governo deixe de roubar e os empresários deixem de preguiça: 1% das famílias brasileiras detêm quase metade da renda nacional. Então a dra. Dilma poderia chamar os representantes das, digamos, 100 famílias mais ricas e pedir a cada uma delas:

.a. tu aí, faz 10.000 escolas
b. tu aí, faz 10.000 piscinas nas escolas novas (e mais 25.000 nas velhas)
.c. tu aí, faz 50.000 ônibus para transporte de crianças
.d. tu aí, faz 40 milhões de uniformes para nossas crianças de ensino pré-universitário
.e. tu aí, faz 5000 programas de assistência social municipal
.f. tu aí, tu aí, tu aí, vai fazendo estas coisas que tudo mundo sabe o que é

E, se não fizerem o que o Planeta 23 está mandando, só poderemos dizer que a baixaria é uma unanimidade nacional retratada por um hai-kai

Nem civil, nem militar, nem direita,
nem esquerda, nem honesto, nem ladrão
não tem quem meta as mãos na educação.

DdAB
P.S. E a razão que impede qualquer tipo de segmentação do espectro político de meter a mão na educação é que esta é a causa da causa da causa da causa: ela permite a cada um descobrir seus objetivos na vida e lhe ajuda a angariar forças para lutar por eles!

Nenhum comentário: