segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Não Era Bem Isto...

Querido diário:

Nas segundas-feiras, o jornal que leio diariamente tem um caderno chamado de "Meu Filho". Fala de crianças pequenas. Não quereriam dizer algo diferente do que segue?

Para a pediatra Maria El Achkar Mello, a criança que saiu do útero ainda tem na memória o contato com a água e tem uma facilidade maior em nadar.

A culpa foi de Carl Wright Mills que me forçou a forçar-me a pensar nos opostos: "a criança que não saiu do útero"? Uma vez que, dentro do útero, não há espaço para crianças, é certo que não era bem isto o que eles queriam dizer. Quero dizer: depois do embrião vem o feto e depois de nascer é que vem a criança. O nascimento tem esta componente romântica de criar uma criança, ou seja, transformar feto em criança.

DdAB

Nenhum comentário: