sábado, 14 de abril de 2012

Hora da Galhofa: como reduzir a reprimarização


querido blog:
fiz, inspirado por um e-mail do prof. Adalmir Marquetti, um exercício contrafactual com a matriz de insumo-produto de 2008 (dados originais cedidos no site do prof. Joaquim Guilhoto). então peguei a estrutura da demanda final (claro que não é a mesma do PIB, né, meu?) e a substituí pelo que seria o mesmo montante monetário no caso em que o governo (ou a comunidade) gastasse de acordo com a estrutura com que compra efetivamente insumos. e depois fiz com Educação + Saúde + Administração Pública. olha só o impacto na composição da estrutura setorial.


DT:
efe-
tiva
DT:

Gov
DT:
Educ +Saúde +Gov
Primário 9,0      3,9      4,2
Secundário 37,4      26,9      33,4
Terciário 53,6      69,2      62,4

dá para entender? do jeito que as coisas são hoje observadas, o primário representa 9,0% da demanda final da economia. se todo o gasto fosse feito nas proporções da educação, saúde e governo, ele cairia para 4,2%. a indústria (palavra abençoada pelos fisiocratas) também cairia, mas em menor escala. e os serviços subiriam para 62,4%. ou seja, os serviços ampliariam a participação na demanda final! não era isto o que eu queria com aquele negócio de desindustrialização e deseducação? ou seja, atirei no que vi, acertei no que não vi: não quer uma economia baseada na produção de primários? então gasta nos serviços formadores de capital humano, sô!
DdAB
p.s.: a ilustração que escolhi para a postagem de hoje comemora o impressinonante número de acessos ao blog "Bípede Pensante" no dia de ontem. ver detalhes em meus "Links Amados". ou aqui.

2 comentários:

Bípede_Pensante disse...

Esse foi um caso do recém descoberto erro tipo III? Se foi, aqueles 1.500 e tantos carinhas que vieram dar no BP por engano também o cometeram, certo? Hehehe - acho que estou começando a entender, Professor...

E obrigada pela homenagem!

Brena.

... DdAB - Duilio de Avila Bêrni, ... disse...

è la sacrossanta verità. BP.
DdAB