domingo, 29 de maio de 2011

Lembrando os 20% de Marina

querido diário:
há poucos dias, vi no jornal que costumo ler notícias sobre a preservação da existência da sra. Marina da Silva, ex-ministra do PT e ex-candidata (derrotada) à presidência da república, depois de ter ingressado no PV, ou uma coalizão partidária liderada por ele, uma coisa destas. surpreendeu-me perceber que o noticiário em torno de sua pessoa tenha "repercutido".

associo a isto o friozinho na barriga que senti e expressei na postagem de domingo passado, por suspeitar que o governo Dilma acabou. ou seja, o dr. Antônio Palocci e seu partido podem ter derrubado as possibilidades de algum avanço na área da moralização da política brasileira. eu disse "algum avanço", pois não tenho maiores esperanças, ainda que saiba de algumas medidas que iriam iniciar o serviço. além das reformas políticas, já vou citando o cumprimento rigoroso da lei do orçamento e a adoção de alíquitas decentes para o imposto de renda progressivo.

parece que há alguma coisa no ar. pelo menos haverá alguma coisa em torno do ar que respiro. este "scent of hope" pode estar associado aos 20% dos votos empalmados pela ex-senadora e combativa líder dos povos da floresta amazônica. ou seja, um a cada cinco eleitores daquela malfadada eleição (ou seja, o fado foi provavelmente dar continuidade ao modelo de corrupção dos governantes), eu não estando entre eles, escolheu um projeto alheio ao que chamei em postagens de 2010 de "chapa Serra-Dilma", a chapa do oficialismo, do convencionalismo, da manutenção da estrutura de poder que -admito- redistribuiu renda, mas que -trancadíssima como ficou- já ajudou o início de nova escalada inflacionária.

em outras palavras, hoje é domingo.
DdAB
p.s. o Menino de Rua sugere-me voltar a fazer campanha do MAL*, para tudo voltar a ser como antes, no sentido de termos honestidade quando ele se tornar avô, o que ocorrerá em 20 anos.
p.s.s. não sei o que é o Portal de Paulínia (ver), de onde tirei a imagem que nos ilustra hoje. o fato é que falam em "mal hálito", o que confundiu meu buscador, pois pedi apenas a sigla do Movimento pela Anistia aos Ladrões Estrela. claro que lembrei de minha adesão relutante ao projeto de Raul Carrion de banir os estrangeirismos: vamos começar a cuidar da língua portuguesa/brasileira pelo banimento do mau hálito!

Nenhum comentário: